macarrãobifum1

Durante quatro anos da minha vida o miojo esteve presente em muitas refeições que eu fiz. Quando se é universitário sem tempo e sem dinheiro o tal macarrão instantâneo é uma solução milagrosa para matar a fome durante o períodos de estudos. Desde que me formei não posso dizer que muita coisa mudou nesse sentido, continuo sem tempo e não com muito mais dinheiro (hahahaha), mas ainda bem que enjoei do miojo!

Macarrão instantâneo faz muito mal para a saúde! Corantes artificiais, gordura, sódio em excesso, a lista é grande para um pacote tão pequeno.

Ainda bem que eu fiz uma descoberta meio que por acaso. Um dia eu estava no bairro da Liberdade em São Paulo, e para quem não sabe esse bairro é muito popular na cidade por concentrar uma grande quantidade de lojas, restaurantes e outros estabelecimentos de imigrantes japoneses. Na Liberdade você encontra artigos orientais como roupas, brinquedos, eletrônicos e comida. Principalmente comida!

Bem, onde é que eu estava? Ah, sim! Um dia eu estava na Liberdade com a minha mãe em um mercadinho japa, enquanto eu estava ocupada pegando folhas de algas para fazer sushi pedi minha mãe foi pegar o macarrão para o Yakisoba. Ela trouxe dois pacotes, um com o macarrão normal de yakisoba e outro bem mais fininho e esbranquiçado. Levei os dois para casa e foi aí que descobri o macarrão Bifum.

E o que isso tem a ver com miojo? O macarrão Bifum também é super rápido de preparar, como o miojo, só que é muito mais saudável e particularmente eu acho bem mais gostoso. Como é feito de arroz, e não contém glúten, ele é uma ótima opção para pessoas intolerantes ao glúten e também para quem quer manter o peso, sendo uma opção bem menos calórica. A espessura do Bifum é bem fininha e quando você come o macarrão parece fazer cócegas no céu da boca. É muito bom!

macarrãobifum6

Então vamos à receita?

O macarrão Bifum é originalmente feito com carne, que eu me lembre usam galinha, mas acho que também dá para colocar na receitas outras carnes. Essa é uma receita que foi surgindo por acaso. Eu fui fazendo, testando e no final acabei gostando do resultado. No meu macarrão só entram vegetais, ovos (para os ovo-lácteo vegetarianos) e se quiser pode-se adicionar PVT ou popularmente chamado de “carne vegetal”.

E por incrível que parece não é muito difícil encontrar esse macarrão, eu compro em uma rede de mercados aqui da minha cidade. Mas por via das dúvidas procure uma lojinha de artigos japoneses.

macarrãobifum3

INGREDIENTES

Rende 4 porções

• Duas cenouras médias

• Meio repolho

• 12 vagens médias

• 3 ovos cozidos

• 1 brócolis pequeno

• 1 xícara de chá de molho de soja (ou molho shoyo)

• 2 xícaras de água potável

• três colheres de sopa de gergelim torrado e triturado (ou duas de óleo de gergelim)

• Gengibre fresco em rodelas (a gosto)

• 1 pacote de macarrão Bifum

macarrãobifum5

MODO DE FAZER

O macarrão Bifum é muito fácil de preparar você só precisa ficar atento ao processo. Não pode colocar tudo de uma vez na panela e esperar uma mágica acontecer. Então vamos fazer um passo por vez para dar certo.

Primeiro pique, corte, fatie, enfim… todos os seus legumes. O ideal é que os legume fiquem fatiados em tamanhos relativamente grandes. Fica ao seu critério, mas não é uma boa ideia corta-los todos bem fininho e em pedaços pequenos. Pode fazer bem rústico mesmo, pense em pedaços generosos.

Depois de cortar e lavar os seus legumes, leve ao fogo uma panela grande. Agora você refoga todos os legumes, por partes, começando pelos que levam mais tempo para refogar. Primeiro a cenoura, deixe alguns minutinhos e adicione água se for preciso. Percebeu que a cenoura deu uma leve amolecida? Adicione o brócolis. O brócolis amoleceu? Adicione a vagem. Agora você vai fazer o molho. Quando a cenoura, o brócolis e a vagem estiverem relativamente cozidos (eu gosto de deixar os legumes pouco cozidos mas é só um gosto pessoal) adicione o molho de soja a água, o gergelim e o gengibre. Espere ferver e quando estiver bem quente jogue por cima o repolho e desligue o fogo. O repolho vai murchar só com o calor do molho. Não coloque sal no molho porque o shoyo já é bem salgadinho. Só se você achar muito necessário.

Em outra panela adicione água para cozinhar o macarrão. Assim que ela estiver borbulhando adicione o macarrão Bifum. Leva de 2 a 5 minuto para cozinhar, por isso fique de olho! Assim que os fiozinhos do macarrão estiverem macios, escorra tirando toda a água. Ah, e não coloque sal. O molho já vai estar bem temperado e irá passar o sabor para o macarrão.

Enquanto isso cozinhe os três ovos, espere esfriar e descasque. Agora é só montar os pratos. Eu costumo servir em vasilhas individuais, tipo umas cumbucas para sopa. Coloque até a metade da vasilha de macarrão depois preencha com os vegetais e o molho. Coloque fatias de ovo cozido por cima e pronto, é só servir.

Untitled-1

Essa é uma daquelas receitas deliciosas de preparar, todo o processo parece ser complicado, mas não é. Prometo. Mas faça com tempo, sem pressa, para aproveitar tanto na hora de cozinhar, quanto na hora de comer. A casa fica com cheirinho bom de comida quentinha. O que deixa tudo mais aconchegante e gostoso. Desfrute!

Até a próxima pessoal! 🙂