You may also like
Cotidiano
Não muito, nem pouco.
23 de julho de 2017
Crônica
O Morcego na cozinha
24 de julho de 2016
Vida
Escolhendo o essencial, o desejo mais profundo do nosso coração
10 de dezembro de 2015
You may also like
Gastronomia
Meus rumos na gastronomia
14 de outubro de 2017
Cotidiano
Menininha não cresça mais não
14 de setembro de 2017
Cotidiano
Segura esse rojão
4 de setembro de 2017
18062016-MVI_3991-1
Comportamento

Depois de algumas taças de vinho foi inevitável, falamos sobre sentimentos

Como é difícil falar desses sentimentos que levo dentro do peito, desses pensamentos que orbitam na minha cabeça… calma, pensando bem não é tão difícil assim. Talvez isso que seja difícil, não ser tão difícil. Se você mostrar interesse eu me abro, que nem flor de cacto em terra seca. Por entender que humano é bicho frágil eu aceito minha condição de não racionalizar tudo, de sentir tudo. Involuntariamente desabrocho em mãos alheias. Aí me arrependo do dito, porque sei que a medida do outro difere da minha. O olhar do outro é diferente, a reação do outro não é a que espero ou pior… nunca é a que eu quero. O que digo soa diferente quando bate no ouvido do outro. Uma tempestade não passa de um assobio, uma brisa soa como trovão. Difícil colocar-se no lugar do outro. Difícil e dar-se para o outro.

Continue reading

praiadosono_vuou_9
Viagem

Praia do Sono X Cachoeira do Saco Bravo: Camping, trilhas e belas paisagens

Vocês pediram, e eu também achei que já estava na hora de começar a escrever com mais regularidade sobre  vida ao ar livre, viagens, trilhas, acampamento, etc. Um tempo atrás uma leitora me escreveu pedindo que eu falasse sobre acampamentos, trilhas e afins (oi Maria Tereza! Adorei seu nome), achei a ideia bem legal 🙂 Até por que esse é um tema que me agrada e é um hobby que estou conseguindo praticar com mais regularidade esse ano. Essa semana estava conversando com o gerente do projeto que estou envolvida durante esse ano e ele me disse que um dia eu podia expandir meu negócio na área de aventura e natureza. Já que tudo nasce de uma paixão. Não que eu já não tenha pensado sobre o assunto, mas é que hoje tenho algumas outras prioridades, porém a conversa me motivou, pelo menos, a escrever mais sobre o tema aqui no blog. Resumo, daqui por diante vou me esforçar para sair mais, aprender mais, me aventurar mais e compartilhar mais dessas experiências com vocês. Espero que gostem! 

praiadosono_vuou_2

Hoje vou compartilhar com vocês uma viagem que fiz em março e que assim… mora no meu coração como um dos melhores finais de semana da minha vida! Praia do Sono X Cachoeira do Saco Bravo  é uma viagem que combina trilhas, acampamento, esforço físico, mas também momentos de relaxamento, praia com mata nativa, além das paisagens exuberantes. É possível preencher o final de semana inteiro com aventuras e momentos deliciosos de contato com a natureza. A travessia não é muito longa, se você tiver disposição e um bom preparo físico é possível fazer em um único dia. Mas aconselho a fazer em um final de semana, para aproveitar bastante cada minuto nesse paraíso!

Continue reading

You may also like
Aventuras ao ar livre Viagem
Diário de Travessia: Serra Fina, dia 3 e 4
18 de outubro de 2017
Aventuras ao ar livre Viagem
Diário de Travessia: Serra Fina, dia 2
7 de agosto de 2017
Aventuras ao ar livre Viagem
Diário da Travessia: Serra Fina, dia 1
17 de julho de 2017
céu
Comportamento

És universo, não esquece

Ela sempre soube, mas fizeram com que ela sentisse que fosse loucura, colocaram na sua cabeça que ela não tinha força, que ela não sabia do que estava falando, que ela não tinha escolha, que era frágil demais para isso, que seu corpo era muito delicado para resistir, que seus olhos eram meigos demais para encarar a realidade, que suas ideias eram românticas para um mundo que não dava a mínima… mas ela sabia. Ela tinha seus instintos e estava cansada de sucumbir toda vez que tinha coragem. Sua natureza uivava por dentro, como uma besta selvagem ela queria livrar-se de todas as amarras, todas as palavras e ações que a levavam para debaixo da terra e a faziam sentir medo da escuridão. Ela queria correr, voar, nadar, escalar e chegar até o fim do mundo. Apostar, lutar, amar, fazer valer, chorar, levantar e chegar mais perto de si mesma.

Continue reading

Close