Estudos

Como organizo os meus estudos fazendo uma faculdade a distância.

30 de setembro de 2018
distância

Em 2016, após um ano sem estudar, decidi que estava na hora de voltar à rotina de estudante. Entrei em uma pós-graduação a distância. Me senti razoavelmente confiante para fazer um curso EAD, levando em conta o fato de que tive uma educação autodidata. A pós-graduação foi muito boa, me adaptei rapidamente ao formato de ensino a distância. E após um ano e meio, me formei e já engatei na minha segunda graduação, também a distância. Bem, esse é o breve histórico da minha experiência com cursos EAD.

Contando ao todo, se passaram três anos em que estou nessa modalidade de ensino. E já posso dizer que aprendi uma coisa ou outra durante esse tempo. Nada como a experiência, alguns erros e quedas, para ensinar boas lições, não é mesmo?

Depois desses anos aprendi algumas ações/truques que me ajudam a manter a rotina de estudos mais organizada. E como coisa boa a gente ensina, fiz uma lista para compartilhar com vocês <3

1. Definir prioridades

É fácil distrair-se fazendo uma faculdade a distância. Por estudar em casa é normal envolver-se em outras tarefas e deixar os estudos de lado. No entanto, estudar deve ser uma prioridade. É importante não deixar que a rotina atrapalhe os estudos.

Eu sempre tento reforçar para mim mesma que os estudos são a minha prioridade no momento. O mesmo vale quando surge algo que me tira do foco, seja profissionalmente ou pessoalmente. Já precisei negar, ou fugir, de algumas coisas pelo bem dos meus estudos.

2. Ter uma agenda

Para anotar compromissos, entrega de trabalhos, provas e web conferências. Ter uma agenda é muito importante para não esquecer das datas importantes. Com esse controle de prazos fica mais fácil otimizar o tempo e focar nas tarefas mais importantes.

Para mim ter uma agenda é essencial. Toda semana crio novas tarefas e reviso as datas. Como tenho uma memória meio fraca, a agenda é uma mão na roda!

3. Fazer anotações e resumos

Particularmente eu gosto de escrever. Além de me ajudar a reforçar o conteúdo (já disse que minha memória é meio ruim, né?), fazer resumos e anotações facilita no processo de pesquisas posteriores. Eu gosto de papel e caneta. E você? Na verdade, não importa a maneira, papel ou digital, é sempre uma boa opção escrever as aulas e matérias.

4. Estudar todos os dias

Eu não tenho aulas todos os dias, mas mesmo assim reservo um tempinho da minha rotina para estudar. Aprendi com o EAD que é necessário que o aluno ande uma milha a mais, que se dedique por completo para tirar o máximo de proveito do curso. Então, estudar todos os dias é essencial.

Eu, por exemplo, sempre estou lendo algum livro, assistindo vídeos e documentários, e revisando as receitas. Mesmo quando não tenho aula, dou um jeito de estudar Gastronomia.

5. Manter a motivação

Nem sempre é fácil manter-se motivado em um objetivo, ainda mais se ele for a longo prazo. No meio desse ano passei por algumas situações que me desmotivaram um bocado. Durante algumas semanas não consegui estudar e quase pensei em trancar algumas matérias do curso. No entanto, quando eu pensava em desistir logo me vinha a lembrança que só eu tinha o poder de realizar ou ferrar com o sonho de me formar em Gastronomia.

Então, mesmo cansada e deprimida, me esforcei para me reconectar aos os meus objetivos e reencontrar motivação. No final era só uma questão de tempo e paciência. Não desisti de nenhuma matéria e passei em todas com boas notas.

6. Encontrar um horário para estudar

É importante encontrar aquele horário em que você está mais concentrado e disposto para estudar. Não adianta nada se forçar a fazer uma tarefa quando estiver cansado ou distraído.

Descobri que o meu horário é pela manhã. Então comecei a acordar mais cedo (06:00 horas) para poder me dedicar aos estudos.

7. Estudar aos finais de semana

Como faço uma faculdade que exige matérias teóricas e matérias práticas descobri que os meus finais de semana estavam comprometidos. Durante a semana preciso equilibrar os estudos com o meu trabalho, o que resulta em pouco tempo para ficar na cozinha. Então durante a semana estudos as matérias teóricas e reservo os finais de semana para praticar as receitas.

Às vezes me sinto um pouco desanimada em passar os finais de semana estudando, aí eu lembro do meu objetivo. Precisamos reforçar para mim mesma que alguns sacrifícios precisam ser feitos. E se organizar direitinho, dá para tirar alguns finais de semana de folga.

8. Criar metas semanais

Criar metas é necessário, não só para quem faz um curso a distância. E sim para estudantes em geral. A metas servem como uma bússola, daquilo que vamos fazer ou precisamos focar.

Particularmente, gosto de criar metas semanais. Aos domingos, ou na segunda-feira pela manhã, tiro uns 20 minutos do meu tempo para estabelecer as metas da semana. Por exemplo; ler tais textos, entregar x trabalhos, fazer as receitas da unidade 3, assim por diante…

9. Estabelecer limites

É importante estabelecer limites quando você estiver estudando. Avise a família, ou os amigos, para não interrompê-lo quando a porta estiver fechada ou quando você sentar na frente do computador. Quando compartilhamos a casa com outras pessoas é necessário que haja colaboração. Mas lembre-se, os limites são estipulados por você. Não espere que as pessoas te respeitem se você não deixar claro. Aprendi isso a dura penas.

É normal as pessoas não entenderem que um curso a distância requer muita concentração, então avise. “Ó vou estudar, preciso de umas duas horas de paz, valeu? Valeu.”

10. Adiantar as tarefas

Para não sofrer no final do bimestre/semestre gosto de adiantar as tarefas. Sempre coloco as datas de entrega dos trabalhos uma semana antes da oficial estipulado pelos professores. Essa é a minha técnica para evitar a procrastinação.

Certo, nem sempre eu consigo, mas olha… sinceramente aprendi que vale a pena adiantar as tarefas. Depois de passar madrugadas acordada para conseguir fazer os trabalhos. Eu ficava um lixo. Ao adiantar as tarefas voltei a dormir melhor e me sinto muito menos estressada em época de provas e trabalhos.


Espero que essas dicas possam ajudar vocês <3

Ah, e quem quiser compartilhar experiências e dicas de estudos é só escrever nos comentários. Vou gostar de aprender com vocês também!

Até a próxima pessoal!

Com amor,

Hady.

0

Deixe seu comentário

2 Comments

  • Reply Rafaela Viana 1 de outubro de 2018 at 12:47 PM

    Adorei esse post Hady também utilizo a técnica de pomodoros por que tenho dificuldade de ficar muito concentradas durante muito tempo 🙂 é muito legal !
    Abraço <3

    • Reply Hadassah Sorvillo 4 de outubro de 2018 at 8:05 PM

      Oi Rafa!
      Já ouvi falar nessa técnica, mas nunca tentei. Vou provar um dia para ver se funciona para mim.

      Obrigada pelo comentário e dica!

      Abraço <3

    Leave a Reply