vidasimples_9

A minha horta não é das mais organizadas, legumes nascem perto de temperos, o mato toma conta de alguns canteiros, mas eu sempre sei onde cada espécie está, e depois de muito tempo esperando e acreditando que eu não tinha muito jeito para coisa finalmente comecei a colher os primeiros legumes. A horta está ganhando vida! Aproveitei o sábado para me dedicar na limpeza dos canteiros, na verdade começar. Com a chuva que está caindo nos últimos dias as ervas daninhas tomaram conta de quase tudo. Mas fiquei feliz em ver que assim como o que não presta cresceu, aquilo que é bom também progrediu. Colhi pimentões, cenoura, salsinha e em breve teremos berinjelas! Gosto de colocar a mão na terra, sentir que consegui completar um ciclo. Lembrar que lá no começo de tudo preparei o solo, escolhi as mudas, plantei, cuidei, aguardei e agora a natureza está devolvendo o meu esforço com lindos frutos orgânicos e fresquinhos. Minha horta é meio que o espelho de mim, um dia parei para pensar nisso, vejo tudo como um caos mas no fundo tudo faz algum sentido, pelo menos para mim.

Alguns dias atrás precisei viajar e quando voltei lá fui arrumar as malas de novo, indo de um lado para o outro por causa de compromissos profissionais. Cheguei ontem em casa e a primeira coisa que pensei “cara… que saudades que senti desse chãozinho”. O Salvatore, o nosso cachorro, ficou bem doente nos últimos dias e minha mãe passou por uns maus bocados. Eu queria estar perto, poder ajudar, e mesmo longe meu coração queria entrar pela porteira do sítio. Acho que não sou totalmente livre, há algo que me arrasta para cá. É como dizem, lar é onde seu coração está. Posso estar em qualquer lugar do mundo, mas sou parte desse lugar. E apesar das lutas vamos aos poucos encontrando uma maneira de coordenar os ponteiros. O importante é que sempre tenho um lugar para voltar, tenho um lugar para plantar, colher e sou muito grata por isso.

Ando pensando que quanto mais idealizamos as coisas menos felizes ficamos com o que já temos, quando criamos muitas expectativas mais críticos ficamos e aos poucos as coisas vão perdendo a graça porque sempre almejamos aquilo que ainda não podemos ter. Digo a mim mesma que preciso ser mais grata por aquilo que tenho nas mãos, claro, posso e devo sonhar, mas que meus sonhos não sufoquem o presente, aquilo que me é concedido por Deus, o hoje e a esperança de algo melhor no futuro. Não é fácil, mas que tal pensar em um problema por vez? Aproveitar tanto a felicidade quanto a tristeza, afinal existe propósito em ambas. Deixe a roda girar, sinta os dias passarem… nada é garantido, ainda temos tanto que aprender.

vidasimples_1

vidasimples_2

vidasimples_5

vidasimples_3

vidasimples_8 vidasimples_4 vidasimples_6

vidasimples_10

vidasimples_7

vidasimples_11

vidasimples_12

vidasimples_13

vidasimples_14

vidasimples_15

vidasimples_16 vidasimples_17 vidasimples_18

vidasimples_19 vidasimples_20 vidasimples_21

vidasimples_22 vidasimples_23 vidasimples_24

vidasimples_25

  Som bom de hoje…

Me acompanhe pelas redes sociais: FACEBOOK / INSTAGRAM / SKOOB/YOUTUBE/PINTEREST