Muito se engana quem pensa que ficará a mesma pessoa pelo resto da vida. Muito me admira esse medo, e até receio de mudança. Mudar é natural, mudar faz bem, mudar é necessário.

Eu, com meus 23 anos não me sinto muito confiante para dizer que já vi quase tudo da vida e que agora posso deixar meus conselhos, como pérolas de sabedoria, espalhados por aí. Não! Ainda estou no começo, deem um desconto. Um dia quem sabe, se Deus me der a chance, eu estando bem velhinha poderei dizer umas ou outras sobre a vida para os jovenzinhos. A questão que esse não é um conselho, é uma constatação. Mudar é preciso, mudar é inevitável.

Uma coisa boa é que as pessoas andam percebendo que é possível mudar a direção de suas vidas. Percebo isso quando leio no jornal que um jovem saiu do seu emprego para tentar o negócio próprio, quando um senhorzinho decide voltar a estudar a despeito da idade, quando amigos meus largam tudo para mudar para outros países, e muitos mudaram até de área profissional!

E não são só grandes mudanças, como mudar de país e profissão, que são importantes. Um novo corte e cor de cabelo, a disposição dos móveis no quarto, experimentar novos lugares, comidas, e até uma nova rota para ir para o trabalho ou faculdade. Um novo estilo de livro, música, uma mudança no estilo de vida. Mudanças grandes ou pequenas te fazem ver o mundo de uma maneira diferente, e ajudam você a encarar-se de uma maneira diferente.

Por isso nada de pânico. Vá com calma. Faça suas escolhas com consciência, claro, afinal precisamos tomar nossas decisões diariamente e lidar com elas por um bom tempo, então é bom que sejam tomadas com um certo grau de clareza. Digo isso porque há aquelas que são tomadas pelo impulso. Não propriamente ruins, depende. Por outro lado não tenham medo das mudanças que virão. Não há nada mais certo na vida do que suas fases e mudanças que veem junto. É desconfortável? Sim, afinal elas nos tiram da nossa zona de conforto e nos levam por caminhos ainda desconhecidos. Mas superável.

Imagine-se a uns dez anos atrás. Consegue ver? Quantas coisas mudaram, como você mudou! E não só por fora, mas por dentro também! E assim vai ser pelo resto da vida, ainda bem! Então calma, está tudo bem. Escolha; você pode se desesperar, à toa e lutar contra a corrente até cansar ou aproveitar o melhor dessa corrente de ar para planar e alçar voos mais altos e longos.

 

Foto via Pexels