emalgumlugardasestrelas-blogvuou-2

Você já desejou que um livro nunca acabasse? Pois foi exatamente essa a sensação que eu tive com Em Algum Lugar Nas Estrelas, da autora Clare Vanderpool. Quando li a última linha desejei que esse livro não tivesse fim, assim como o PI é infinito <3

Admirei a vastidão do oceano. Fiquei ali fascinado com sua profundidade e seu mistério. E percebi que estava igualmente fascinado com Early Auden. Sim, ele era estranho. Sim, podia ser irritante. E, sim, era meu amigo.

emalgumlugardasestrelas-blogvuou-3

SINOPSE

* Em Algum Lugar Nas Estrelas é um romance sobre a difícil arte de crescer em um mundo que não parece estar preparado para nós. Pelo menos é desse jeito que Jack Baker se sente. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai, um comandante naval, parecia não se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine. O clima do colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir isolado. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

Early é um menino ímpar, diferente de todos outros. Inteligente, introspectivo e obsessivo, essas são algumas características do menino. Ele está crente que sabe decifrar a casas decimais do número PI em formato de uma grande odisseia. E que por de trás desses número há uma história que o levará até seu irmão dado como morto em combate, mas que ela acredita que esteja vivo. Por de trás de toda essa genialidade há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo exterior e lidar com as pessoas ao seu redor. Além disso ele tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Frank Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra Mundial, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).

Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam para casa, para celebrar as festas com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, descobrem uma maneira de trazer os mortos de volta mesmo que o que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

* via Skoob 

emalgumlugardasestrelas-blogvuou-4

 

Ligar os pontos. Minha mãe dizia que olhar as estrelas tinha a ver com isso. “Lá em cima é como aqui embaixo, Jackie. Você precisa procurar as coisas que nos conectam. Encontrar os jeitos com que nossos caminhos se cruzam, nossas vidas se interceptam e nossos corações se encontram.”

MINHA OPINIÃO

Demorei um pouco para pegar o ritmo da leitura. Confesso que nos primeiros capítulos me bateu um certo arrependimento de ter comprado o livro, por sorte sou o tipo de pessoa que tem paciência para certas coisas e que não gosta de desistir tão facilmente. De página em página fui tomando gosto pela leitura e após 13 capítulos acabei me apaixonando pela história! Depois foi só amor, suspiros, risadas, momentos tensos e muita tristeza quando precisei dar adeus aos personagens. No final das contas eu só precisava dar uma chance para me apaixonar pela escrita e delicadeza da autora ao abordar temas difíceis como a morte, guerra, traumas e a síndrome de Asperger.

Em Algum Lugar Nas Estrelas me levou a pensar mais sobre a fé, o amor, o perdão e a amizade. Me fez ter momentos profundos de reflexão sobre a importância de nos conectarmos com as pessoas, entender suas dificuldades e restrições. Não somos perfeitos e muitas das nossas discussões e mágoas poderiam ser solucionadas com análises da situação e uma boa dose de paciência e sabedoria. Todos nós temos nosso próprio universo e nossas maneira de enfrentar as mazelas das vida. E apesar dessas diferenças todos nós estamos estamos ligados de alguma maneira uns com os outros, assim como as estrelas no céu. Não somos estrelas solitárias, em algum lugar nesse vasto céu existem pessoas que irão cruzar nossos caminhos e com elas aprenderemos muitas lições.

Também gostei como o livro lembra os filmes que passavam na Sessão da Tarde, como Conte Comigo e Os Goonies. O enredo é bem similar, garotos que saem atrás de aventuras e que durante o caminho descobrem o verdadeiro valor da amizade, enfrentam perigos, tornam-se corajosos e aprendem lições valiosas. Saindo da viagem diferentes da maneira como entraram.

Assim como esse livro me conectou aos pensamentos e lições que Vanderpool quis transmitir através da sua escrita, espero que ele também possa um dia chegar até você. Essa é uma linda história sobre dois garotos que decidiram enfrentar uma aventura e arriscar suas vidas em nome da lealdade e amizade.

Além disso, a edição está linda de maravilhosa! (hahahaha) Sério, a Darkside está caprichando demais nas edições. Apesar de não gostar de todos os títulos da editora ela está de parabéns! Não mostrei o miolo do livro nas fotos porque quero que vocês tenham uma surpresa quando abrirem um exemplar, assim como eu tive. Quero guardar esse momento para vocês <3

emalgumlugardasestrelas-blogvuou-1

emalgumlugardasestrelas-blogvuou-6

emalgumlugardasestrelas-blogvuou-5

 

Até a próxima pessoal!

Com amor,

Hady