Atualmente todos nós vivemos uma vida de “super”, super sobrecarregados, super conectados, super apressados, super estressados e por aí vai. E por mais que tenhamos muitas facilidades e benefícios, comparando com as gerações que nos antecederam, parece que nunca temos tempo para nada. O mais estranho é que ser uma pessoa ocupada e caótica tornou-se um estado natural, ou pelo menos aceitável. Mas não é bem por aí que a banda toca. Por mais que existam exigências no nosso cotidiano já passou da hora de repensarmos nossas atitudes e irmos com mais calma e simplicidade. Nós somos meros mortais, não super máquinas, precisamos de um tempo para esfriar a cabeça e organizar os pensamentos.

Em Destination Simple, every day rituals for a slower life (no título desse post troquei o slow life por vida com mais calma porque achei que ia ficar meio estranho se eu traduzisse ao pé da letra), a autora Brooke McAlary compartilha as suas experiências, erros e acertos em busca da simplicidade cotidiana. Brooke é australiana, mãe, produtora de um podcast muito famoso no iTunes em que ela fala sobre slow living, o The Slow Home Podcast, e também escritora no slowyourhome.com Depois de ser diagnosticada com depressão pós parto Brooke decidiu experimentar simplificar a vida, encontrar mais motivação para cuidar da saúde, manter sua energia e paixão. E esse pequeno livro de apenas 114 páginas é o resultado dessa busca.


simple-vuou-2

Destination Simple é uma coleção de ideias e conceitos que a autora coletou durante todo o processo de auto aprendizado em que ela buscou simplificar a mente, os dias e o lar. Brooke ressalta que simplificar a vida começa com pequenos passos. Os rituais diários são a chave para encontrar um equilíbrio, de acordo com autora. Precisamos estabelecer pequenos e rápidos rituais diários que no decorrer do dia nos ajudaram a levar a vida com mais leveza, como o de passar um tempo em silêncio, organizar a rotina em uma agenda, encontrar um fluxo para as atividades, estabelecer prioridades, agradecer mais, entre outros.

simple-vuou-3

Em cada capítulo do livro um novo ritual é abordado, logo depois há algumas sugestões de exercícios para o leitor experimentar. Achei esse ponto muito legal, porque aí dá para praticar cada sugestão e ainda por cima há uma estimativa de tempo que será gasto fazendo o ritual. Há rituais de até 5 minutos e alguns mais longos, como esse da foto acima. O importante é que todo o conteúdo do livro é didático e simples de entender.

simple-vuou-4

De modo geral o livro me agradou mais pelo fato de eu poder praticar a minha leitura em inglês. É bem tranquilo e gostoso de ler, a fonte é grande, a diagramação é agradável e por ele ser pequeno não se torna uma leitura enfadonha. Muitas das propostas que a autora sugere eu já faço, como manter uma agenda e tentar desconectar do celular, outras como agradecer mais e ficar em silêncio foram um reforço para aquilo que eu já sei que devo inserir na minha rotina, já a rotina de encontrar um ritmo para as minhas atividades diárias foi uma feliz descoberta que quero tentar experimentar em breve. O livro me fez ver que é saudável manter alguns rituais que não estejam envolvidos com situações desgastantes na nossa rotina. Nós precisamos dar um tempo dos apelos do mundo, manter-se afastado de certas coisas e dedicar-se a si mesmo não é perda de tempo, é uma necessidade.


simple-vuou-6

Esse livro não mudou a minha vida, mas foi um bom exercício para repensar minhas atitudes e escolhas. Assim como o título sugere a leitura é descomplicada e simples, algumas coisas relevei como as questões do cuidado da casa e família. Como ainda não tenho a minha não fez muito sentido para mim hahaha. Mas de modo geral o saldo foi bem positivo. Essa semana vou inserir na minha rotina alguns dos rituais que a autora sugeriu. Vou compartilhar um pouco da experiência no meu Instagram (lá nos stories) e depois vou compartilhar o resultado completo com vocês aqui no VUOU. Então a gente se vê por aí 🙂

Every journey starts with one small step

simple-vuou-5

Com amor,

Hady