Tag

filme

filme-renoir-vuou-1
Entretenimento

Filme: Renoir

filme-renoir-vuou Renoir é um pintor que me faz lembrar minha mãe. Quando vou ao MASP e vejo um dos seus quadros é sempre ela que me veem à mente, e sempre será. Lembro que quando eu era criança ela me mostrava seus livros de pintores célebres, e ela me contava o quanto amava os impressionistas e os jardins que Renoir pintava. Um quadro em especial me remete à essa fase. Chama-se Rosa e Azul. Onde duas meninas, aparentemente irmãs, ocupam a tela, vestidas com vestidos brancos de babados e rendas. A mais nova usa uma fita, meias e laço cor-de-rosa, e a mais velha meias e laços azuis. Mamãe dizia, “Hadassah é a menina azul e Elissa a rosa”. Eu passava um bom tempo olhando para as pinturas impressas nas páginas. Imaginava histórias, sons, luzes e aromas. Para mim os quadros de Renoir são repletos de vida. Sempre que posso vou ao museu para admirar suas obras. Amo Renoir por causa da minha querida mãe. Sou muito grata por ela ter me apresentado e incentivado a amar os impressionistas e a arte em geral.

Fiquei muito feliz quando encontrei na Netflix um filme sobre a vida do pintor, para ser mais exata, uma parte da vida dele. O filme mostra Renoir (Michel Bouquet) já velho, famoso e rico, mas atormentado pela morte da esposa, as dores da artrite e a preocupação com o filho Jean (Vincent Rottiers), que luta na Primeira Guerra Mundial. Nesse meio tempo surge em sua vida Andrée (Christa Theret), uma jovem bela e radiante que sonha ser atriz de cinema. Andrée desperta no pintor uma inesperada energia e motivação para criar. Rejuvenescido, Renoir a torna sua musa. Quando Jean retorna à casa do pai para se recuperar de um grave ferimento na perna, ele se envolve com Andrée e a torna também sua musa, mas de uma maneira diferente.

A história é ok. Apesar ser baseada em fatos reais não tem lá um grande enredo, mas mesmo assim é legal ver como era a vida do artista e da sua família. Porém, o que realmente me cativou foi a direção de arte! Caramba que coisa linda! Me senti dentro dos quadros de Renoir com as cores, natureza e atmosferas que ele transmita através das pinturas.

filme-renoir-vuou-2

filme-renoir-vuou-3

filme-renoir-vuou-4

filme-renoir-vuou-6

filme-renoir-vuou-7

filme-renoir-vuou-8

filme-renoir-vuou-9

filme-renoir-vuou-10

filme-renoir-vuou-12

filme-renoir-vuou-5

Até mais pessoal! 😉

Hady

 

You may also like
Entretenimento
Filme: O Morro dos Ventos Uivantes está disponível na Netflix
12 de janeiro de 2017
Cotidiano
Exposição Frida Kahlo
7 de outubro de 2015
Livros
A obra de Wes Anderson em livros
28 de agosto de 2015
morro3
Entretenimento

Filme: O Morro dos Ventos Uivantes está disponível na Netflix

Lembro que na primeira vez que li O Morro dos Ventos Uivantes terminei a leitura indignada com a Cath e o Heathcliff. Não gostei nada dos dois personagens, mas precisava admitir que o livro era cativante. Se passaram alguns anos desde a primeira vez que tive contado com o livro e já foram diversas as vezes que fiz a releitura. E de alguma maneira inexplicável Emily Brontë conseguiu me fazer mudar de ideia em relação aos personagens. O Morro dos Ventos Uivantes é uma das histórias de amor que eu mais gosto, apesar de ser bem controverso.

Continue reading

You may also like
Entretenimento
Filme: Renoir
30 de julho de 2017
Livros
Em Algum Lugar nas Estrelas (Clare Vanderpool)
20 de julho de 2017
Livros
Clarice na Cabeceira – Clarice Lispector
25 de julho de 2016
Close