Tag

editora Intrínseca

Livros

Nimona (Noelle Stevenson)

Nimona é uma jovem metaforma com certa tendência à vilania. Lorde Ballister Coração Negro é um vilão com sede de vingança. Juntos eles vão tentar provar para todo o reino que Sir Ouropelvis e seus companheiros da Instituição de Heroísmo & Manutenção da Ordem não são os heróis que todos pensam. Uma graphic novel repleta de magia, ciência, coragem e amizade. Esse é um livro dedicado a todas as meninas monstros. Que somos todas nós que não somos uma coisa só.

Continue reading

You may also like
Livros
13 livros que comprei na black friday
17 de dezembro de 2017
Livros
ORANGE – Ichigo Takano
12 de Fevereiro de 2017
Livros
Entre Umas e Outras – Julia Wertz
8 de dezembro de 2016
Livros

Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa – Margot Berwin

Lila Nova tem 32 anos, trabalha como redatora de publicidade, mora em Nova York, divorciada e tem como mantra pessol “nada de animais de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas”. Mas quando ela conhece David Exley, um charmoso vendedor de plantas, um mundo novo se revela.

Certa noite, ao passar em frente a uma lavanderia muito estranha, repletas de plantas, uma raríssima samambaia chama sua atenção. Aquela planta é tão valorizada, que uma mudinha poderia ser vendida por milhares de dólares. Lila é iniciada, então, no universo das flores com propriedades medicinais, que rivalizam com qualquer substância disponível em farmácias. E conhece o mito das nove plantas que trazem fama, fortuna, imortalidade e paixão.

O dono da lavanderia, Armand, submete Lila a um teste: se ela conseguir que a muda daquela samambaia-de-fogo crie raízes, ele lhe mostrará o segredo que guarda em um quarto secreto. Mas ao cometer um erro terrível, por ingenuidade, Lila joga fora a oportunidade de ver as misteriosas plantas de Armand. A única maneira de ter uma chance é viajar, sozinha para Yucatán.

Embrenhada nas matas tropicais mexicanas, Lila descobre um mundo de xamãs e animais-espíritos, de encantadores de serpentes e nativos. Sozinha na selva, é obrigada a aprender mais do que possa ter sonhado sobre a natureza – e sobre si mesma.

livros_vuou_2

MINHA OPINIÃO

Vou ser direta, o livro tinha tudo para ser bom, capa muito bonita, enredo legal, uma editora que sempre lança títulos interessantes, mas infelizmente não rolou. Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa me conquistou inicialmente por alguns motivos que vou resumir em palavras; plantas, publicidade, auto conhecimento e natureza. Quando comprei o livro achei que a história cairia como uma luva para o meu perfil, que Lila seria uma personagem com a qual eu me identificaria. E mesmo não esperando um mega livro com uma qualidade de escrita refinada e genial, pelo menos esperava que eu pudesse me divertir. Ok, me diverti um pouco no início, mas não a ponto de considerar o livro muito bom. Margot Berwin, na minha opinião, pecou ao criar a protagonista. Lila tinha grande potencial, mas foi reduzida a uma mulher desesperada para encontrar qualquer cara que estivesse disposta a dormir com ela. Eu não acharia ruim o fato de Lila se meter em tantas encrenca por causa das suas aventuras amorosas, até poderia ser um ponto positivo. A personagem tinha tudo para ser cômica, original e descolada, mas não! Lila ficou mais para uma mulher infantil, insegura e extremamente manipulável. E no final do livro quando ela teve a chance de se redimir, pecou de novo. Foi mal Margot, mas a Lila não desceu.

Além do fato da protagonista ser bem mais ou menos (mais para menos do que para mais) a Margot quis dar um certo ar místico e exótico ao livro e acabou dando uma exagerada. Em certo momento da história Lila tem quer ir para o México para resgatar algumas plantas mágicas e ao construir o ambiente e os personagens nativos Margot deu uma viajadinha. Ela quis ser muito exótica, muito erótica, (chega a ficar cansativo), muito xamã, muito feiticeira do Andes, e acabou metendo os pés pelas mãos. O final da história também foi um grande erro, na minha opinião. O livro acaba com uma grande ponto de interrogação, mas ao invés de deixar o leitor curioso ou com aquela sensação de “quero uma continuação”, ficou parecendo que a autora tinha que acabar logo com livro aí foi metendo alguns diálogos ruinzinhos e umas resoluções nada a ver. O livro poderia ter dado muito certo, juro que vi potencial, mas em algum momento a autora errou na mão.

Tá, pontos positivos. Já falei da capa? (risos) Brincadeira. Sim a capa está linda, mas em relação ao conteúdo eu gostei de alguns pontos;

  • A pegada da botânica. A história toda gira em torno das plantas, dos seus significados e “poderes”. Acho isso legal porque o universo das plantas é científico, mas ao mesmo tempo místico e permeado de crenças. E eu gosto de plantas, então acho que Margot mandou bem com a escolha do tema;
  • A escrita da Margot é legal, tem ritmo e apesar de eu não ter gostado da maneira que ela escreveu a história acho que se ela tivesse mudado algumas coisas o livro ficaria muito divertido. Seria um ótimo entretenimento;
  • A construção dos personagens está razoável. Eu consegui me envolver até certo ponto com eles, só não me apaixonei porque, enfim… Não dá para forçar esse tipo de coisa.
  • E por fim a diagramação está muito boa, a Intrínseca sempre manda bem nas suas edições.

livros_vuou_3

Ficha do Livro

Título: Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa

Autor: Margot Berwin

Ano: 2010

Editora: Intrínseca

Número de páginas: 243 páginas

ISBN: 978-85-8057-000-7

*Minha nota para o livro: 2/5

Então é isso, obrigada por tudo pessoal, nos vemos na próxima!

Ah, já soube da novidade? Se você também gosta de livros clique aqui e confira!

Me acompanhe pelas redes sociais: FACEBOOK / INSTAGRAM / SKOOB / YOUTUBE / PINTEREST 

 

You may also like
Livros
Decidi encarar um desafio literário em 2018!
1 de Janeiro de 2018
Livros
Nimona (Noelle Stevenson)
21 de dezembro de 2017
Livros
A Sutil Arte de Ligar o F*da-se (Mark Manson)
19 de dezembro de 2017
Close