Já comentei aqui no VUOU que O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é um dos filmes mais marcantes (preferidos) da minha vida! E não é só pela trilha sonora e fotografia, que são maravilhosas, mas principalmente porque o filme me ensinou algumas lições muito importantes sobre propósitos e perspectivas de vida .

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain tem um roteiro extremamente singelo e sensível, o que o torna muito mais especial. Amélie é uma garçonete tímida que vive em Paris e leva seus dias de uma maneira bem pacata, sem muitas surpresas. Com um histórico de isolamento ela acaba vivendo em uma redoma, em seu próprio universo. Entretanto, tudo muda quando Amélie descobre uma velha caixinha em seu apartamento. A busca pelo antigo dono da caixa mudará a perspectiva de Amélie sobre a vida e suas próprias emoções.

Depois de tantos anos assistindo esse filme (não me canso) Amélie acabou tornando-se uma “amiga”, uma personagem com quem tenho empatia, que reconheço os pontos fracos e os fortes. Se você também é fã, vai me entender. Vejo muito de mim nela, e acredito que todos temos um pouco de Amélie dentro de nós.

Mas vamos ao que interessa, essas são algumas das lições que aprendi com ela:

ezgif.com-resize-2

1- Seus ossos não são de vidro. Você vai sobreviver a umas quedas e outras.

O vizinho de Amélie é um senhorzinho que vive isolado por causa de uma doença rara que torna seus ossos tão frágeis quanto vidro. O mundo dele acaba sendo reduzido ao seu apartamento. A doença o torna um homem solitário e muito cauteloso. Muitas vezes podemos encarar a vida como esse senhorzinho. Preocupados demais se as pessoas vão nos magoar, se vamos passar por dificuldades e se vamos sofrer. Acabamos nos isolando com medo de enfrentarmos as dificuldades, e isso não é bom. Nosso coração não é de vidro, não somos tão frágeis quanto pensamos ser. A vida nos derruba, machuca, mas também ensina e nos mostra escapatórias. A felicidade é uma soma de erros e acertos, de sofrimentos e momentos de euforia. No final precisamos descobrir o equilíbrio e aprender a ter resiliência. Você não precisa ter medo dos problemas, você só tem que ter coragem e paciência para aguentar a dor, uma hora passa e você ganha resistência.

2- Aprecie o charme das coisas simples da vida.

Amélie é uma pessoa que sabe apreciar os pequenos prazeres da vida. Aquelas sensações aparentemente banais que esquecemos de prestar atenção como; afundar a mão em um saco de grãos, jogar pedrinhas no lago, prestar atenção aos sons da cidade, etc, são para ela uma fonte de alegria. Aprendi com Amélie que a vida é mais doce e verdadeira quando nos atentamos aos detalhes dela. Por mais antagônico que pareça a simplicidade é algo muito difícil de cultivar! Vivemos em uma sociedade de exageros, onde ter mais dinheiro, ter mais roupas, mais curtidas, mais isso e mais aquilo, é sinônimo de alegria e sucesso. Mas vai por mim, o prazer está naquilo que é mais íntimo e mais cru. Que tal tentar a mudar seu olhar?

3- A vida é como o Grand Tour de France.

A vida é como o Grand Tour de France (uma tradicional corrida de ciclismo), você se esforça muito para ser o vencedor, mas um simples deslize, um segundo de distração vem alguém e pá! Passa na tua frente. A vida em boa parte é aproveitar as oportunidades, é ficar firme na sua competição. As pessoas vão passar na tua frente, e oportunidade que você estava esperando irá passar junto. Então, se você realmente quer algo não dê mole, foca no seu alvo e dê seu melhor. Agora, se não rolar, bem… não se desespere. A corrida é anual, você ainda pode continuar tentando 😉

ezgif.com-resize

4- Faça algo de algo de bom para alguém sem esperar reconhecimento.

Amélie descobriu que ajudar as pessoas era algo que lhe dava muita alegria e satisfação. Mas ela não deixou que seus atos de gentileza se tornassem uma maneira de acariciar o ego. Às vezes é mais fácil gostar do papel de “boa pessoa” do que praticar o ato de bondade. Se for fazer algo de bom apenas faça, não é preciso plateia. Não queira nada em troca, se é dado deve ser de graça. O universo dá voltas meu caro, um dia você oferece a mão e no outro é você que recebe o apoio de alguém.

5- Quem vai arrumar a tua bagunça?

Amélie estava tão preocupada em ajeitar a vida dos outros que esquecia que ela também tinha seus próprios problemas. Às vezes isso acontece com a gente também. Tentamos ajeitar tudo à nossa volta como uma maneira de escape. Mas não podemos nos enganar por muito tempo. Quem vai arrumar nossa bagunça? É preciso parar um momento e encarar-nos de fora para dentro. Não é uma tarefa fácil, mas arrumar a bagunça interna é essencial para tomarmos coragem de seguir em frente.

6- São tempos difíceis para os sonhadores. Mas nem pense em desistir!

“São tempos difíceis para os sonhadores”, talvez essa seja uma das frases mais famosas do filme. E ela por si só já deixa um grande recado. A vida não anda fácil para aquelas pessoas que ousam sonhar, que ainda acreditam naquilo que para muitos é só coisa de lunático. Mas quem disse que seria fácil? A questão é, o quanto a opinião alheia irá te influenciar? Não tenha medo de ser um sonhador. Não há nada de errado em ser um.

ezgif.com-resize-4

7- Certas coisas não vão dar certo, até chegar o momento certo.

Amélie não tinha muita sorte no amor, até ela conhecer o Nino. Ela teve que passar por algumas experiências ruins para finalmente se apaixonar por alguém que a compreendia. Assim também é com a gente, e não precisamos restringir esse tópico apenas ao âmbito de relacionamentos amorosos. Tudo vai dar errado até finalmente algo dar realmente certo. O nosso problema é que nos apegamos tanto ao passado, ao ex namorado, ao ex trabalho, ex amigo, ex casa, ex sei lá mais o quê, que fechamos nossos olhos para ver o que realmente está acontecendo. Todas as experiências são válidas, são lições que aprendemos na marra, e no final são elas que nos constroem. Você é a soma das suas experiências. Então não se preocupe com os finais, ainda temos muitas páginas para escrever. Muito que aprender e analisar, e um dia você vai encontrar o que tanto procurava.

8- Tome uma iniciativa antes de acabar em uma caixa.

A vida passa muito rápido, as oportunidades não esperam e se não tomarmos cuidado vamos deixar tudo para depois até que o depois não seja mais uma opção. Antes de sermos mais um numa caixa enterrado no passado, precisamos escrever nossa história, aproveitar nossas vidas, deixar algo para trás. Sem pressão, você não precisa deixar um legado ou ser alguém famoso, um rastro de amor já é o bastante. Na real, é muito. Então corra atrás do que você quer! Um dia seremos apenas memória, e depois nem isso. Você tem só o hoje, por favor não seja mesquinho a ponto de não aproveitar.

9- Você é especial, suas peculiaridades são especiais.

Amélie era uma garota diferente, ela via o mundo de uma maneira única. E apesar de não se encaixar nos “padrões” sociais ela não deixou de ser uma pessoa encantadora. Nós também somos assim, estranhos cada um a seu modo, deslocados, com ideias diferentes, cultura, idioma, cor de cabelo, cor de pele, do topo da cabeça até a unha do pé. E quer saber? Isso é incrível! São as diferenças que dão graça e sabor. Respeite os outros, e aprenda a ser amar também.

10- Você não pode esperar um anão de jardim dar à volta ao mundo para você fazer as malas e seguir em frente.

O pai de Amélie tinha o sonho de viajar o mundo, mas após a morte da esposa ele acabou se isolando do mundo e cultivou o luto durante anos. Amélie percebeu que o pai precisa tomar uma iniciativa, sacudir a poeira e aventurar-se. Após uma brincadeira com o anão de jardim ela ajudou o seu pai a perceber que não podemos esperar muito tempo para realizarmos nossos sonhos. Nós podemos fazer! Se até um anão de jardim consegue, hahahaha. Por isso, antes de esperar o inexplicável acontecer apenas vá lá e faça. Empacote suas coisas, mude de casa, a cor do cabelo, o que for! Mas continue seguindo em frente.

ezgif.com-resize-8

Agora é a sua vez, que lição você aprendeu com esse filme?

Quero agradecer muito por vocês estarem aqui, até a próxima pessoal!