donnie-darko-2
Estilo

Donnie Darko

Donnie Darko é um dos meus filmes favoritos. Lembro que quando assisti pela primeira vez fiquei bem confusa com a história, aí decidi assistir pela segunda vez, terceira, li alguns artigos sobre as teorias que o filme aborda e fui gostando cada vez mais. O filme aborda temas tanto da área de exatas como viagem no tempo, física, teoria da relatividade, buraco de minhoca, universo tangencial, como também na área de humanas como distúrbios psicológicos, confrontação do sistema e questões sociais.

Vou dar uma boa resumida na história. Donnie é um jovem com alguns transtornos psicológicos. Ele tem visões, uma em especial é com Frank, um coelho gigante que só ele consegue ver e que o encoraja a tomar certas atitudes destrutivas. Donnie vive em um constante dilema até que um uma de suas visões o atrai para fora de casa e lhe diz que o mundo acabará dentro de um mês. Donnie inicialmente não acredita, mas depois que a turbina de um avião cai em sua casa ele passa a procurar soluções para salvar o mundo com a ajuda de seu macabro amigo <3

Sério, o filme é muito bom! Se você ainda não assistiu aproveita esse final de semana para ver, se não me engano o filme está disponível na Netflix. Gosto tanto que comprei (já faz um tempo) essa camiseta da loja Chico Rei que possuí os elementos principais da história, o Frank, a linha do medo e do amor e a data. Dei uma olhada no site e eles ainda possuem esse modelo, olha aí, fica a dica 😉

donnie-darko-3

donnie-darko-4

donnie-darko-5

donnie-darko-6

donnie-darko-1

Com amor,

Hady

You may also like
Estilo
Um trecho de livro para compartilhar
7 de novembro de 2017
Estilo
Dear Prudence
23 de outubro de 2017
Uncategorized
Filme: Renoir
30 de julho de 2017
destination-simple-vuou-1
Literatura

Destination Simple – rituais diários para uma vida com mais calma

Atualmente todos nós vivemos uma vida de “super”, super sobrecarregados, super conectados, super apressados, super estressados e por aí vai. E por mais que tenhamos muitas facilidades e benefícios, comparando com as gerações que nos antecederam, parece que nunca temos tempo para nada. O mais estranho é que ser uma pessoa ocupada e caótica tornou-se um estado natural, ou pelo menos aceitável. Mas não é bem por aí que a banda toca. Por mais que existam exigências no nosso cotidiano já passou da hora de repensarmos nossas atitudes e irmos com mais calma e simplicidade. Nós somos meros mortais, não super máquinas, precisamos de um tempo para esfriar a cabeça e organizar os pensamentos.

Em Destination Simple, every day rituals for a slower life (no título desse post troquei o slow life por vida com mais calma porque achei que ia ficar meio estranho se eu traduzisse ao pé da letra), a autora Brooke McAlary compartilha as suas experiências, erros e acertos em busca da simplicidade cotidiana. Brooke é australiana, mãe, produtora de um podcast muito famoso no iTunes em que ela fala sobre slow living, o The Slow Home Podcast, e também escritora no slowyourhome.com Depois de muito tempo frustada com a rotina, cansada com o exagero de notificações na internet e estafada pelo trabalho Brooke decidiu experimentar simplificar a vida. E esse pequeno livro de apenas 114 páginas é o resultado dessa busca.


simple-vuou-2

Destination Simple é uma coleção de ideias e conceitos que a autora coletou durante todo o processo de auto aprendizado em que ela buscou simplificar a mente, os dias e o lar. Brooke ressalta que simplificar a vida começa com pequenos passos. Os rituais diários são a chave para encontrar um equilíbrio, de acordo com autora. Precisamos estabelecer pequenos e rápidos rituais diários que no decorrer do dia nos ajudaram a levar a vida com mais leveza, como o de passar um tempo em silêncio, organizar a rotina em uma agenda, encontrar um fluxo para as atividades, estabelecer prioridades, agradecer mais, entre outros.

simple-vuou-3

Em cada capítulo do livro um novo ritual é abordado, logo depois há algumas sugestões de exercícios para o leitor experimentar. Achei esse ponto muito legal, porque aí dá para praticar cada sugestão e ainda por cima há uma estimativa de tempo que será gasto fazendo o ritual. Há rituais de até 5 minutos e alguns mais longos, como esse da foto acima. O importante é que todo o conteúdo do livro é didático e simples de entender.

simple-vuou-4

De modo geral o livro me agradou mais pelo fato de eu poder praticar a minha leitura em inglês. É bem tranquilo e gostoso de ler, a fonte é grande, a diagramação é agradável e por ele ser pequeno não se torna uma leitura enfadonha. Muitas das propostas que a autora sugere eu já faço, como manter uma agenda e tentar desconectar do celular, outras como agradecer mais e ficar em silêncio foram um reforço para aquilo que eu já sei que devo inserir na minha rotina, já a rotina de encontrar um ritmo para as minhas atividades diárias foi uma feliz descoberta que quero tentar experimentar em breve.


simple-vuou-6

Esse livro não mudou a minha vida, mas foi um bom exercício para repensar minhas atitudes e escolhas. Assim como o título sugere a leitura é descomplicada e simples, algumas coisas relevei como as questões do cuidado da casa e família. Como ainda não tenho a minha não fez muito sentido para mim hahaha. Mas de modo geral o saldo foi bem positivo. Essa semana vou inserir na minha rotina alguns dos rituais que a autora sugeriu. Vou compartilhar um pouco da experiência no meu Instagram (lá nos stories) e depois vou compartilhar o resultado completo com vocês aqui no VUOU. Então a gente se vê por aí 🙂

Every journey starts with one small step

simple-vuou-5

Com amor,

Hady

You may also like
Literatura
Em Algum Lugar nas Estrelas (Clare Vanderpool)
20 de julho de 2017
Uncategorized
ORANGE – Ichigo Takano
12 de fevereiro de 2017
Uncategorized
Resenha: A Festa de Babette – Karen Blixen
15 de janeiro de 2017
vuou-diario
Diário

Meus finais de semana na cozinha

Em menos de um mês estarei fazendo as primeiras avaliações do curso de Gastronomia. Estou empenhada em dar o meu melhor, mas nem sempre é fácil passar o final de semana estudando. Vez por outra bate uma preguiça e desânimo.Tô com saudades de fazer outras coisas que eu também gosto, mas por outro lado também sei que tudo tem um preço e a vitória só se destina a quem estiver disposto a pagar por ela.

Então visto a dólmã e vou para a cozinha e passo o dia treinando, pego os cards de resumo e releio, escrevo e treino um pouco mais. Vocês também estão nessa? Acho o seguinte, se a gente não correr atrás quem correrá? Se a gente não fizer o mais rápido possível então quando faremos? É hoje, parte de cada um de nós. Desculpas nunca suportaram sonhos. Então vamos respirar fundo e encarar os desafios, e se eles vierem acompanhados de uma boa xícara de café fresco já é um bom começo 😉☕

Com amor,

Hady

 

Obs: Fiz essa postagem originalmente no meu Instagram, mas quis guardar e compartilhar por aqui também.

vuou-hady-1
Estilo

Um trecho de livro para compartilhar

Tirei essas fotos, quis publicar essas fotos, mas não tinha muito o que dizer sobre essas fotos. Ainda não tenho o que dizer, então vou compartilhar um trecho de um livro que li um dia desses.

"Quero pedir desculpa a todas as mulheres
 que descrevi como bonitas
 antes de dizer inteligentes ou corajosas
 fico triste por ter falado como se
 algo tão simples como aquilo que nasceu com você
 fosse seu maior orgulho quando seu
 espírito já despedaçou montanhas
 de agora em diante vou dizer coisas como
 você é forte ou você é incrível 
 não porque eu não te ache bonita
 mas porque você é muito mais do que isso"

O livro é “Outros Jeitos de Usar a Boca”, da autora Rupi Kaur.

vuou-hady-2

vuou-hady-3

vuou-hady-4

Com amor,

Hady

 

You may also like
Estilo
Donnie Darko
18 de novembro de 2017
Estilo
Usado: duas peças que amo, jardineira e camiseta listrada
23 de janeiro de 2017
Estilo
Look: O verde que está lá fora
24 de setembro de 2015
bird-vuou-1
Fotografia

Little bird

Lá estava eu no jardim fazendo algumas fotos quando a Eliza começou a gritar “Hady, Hady! Um passarinho entrou na gaiola do papagaio!”. Logo me aprecei em dizer pra ela deixa-lo em paz, que cedo ou tarde ele iria sair por conta própria da gaiola. Mas a danada queria porque queria pegar o passarinho na mão. Então ela ficou lá de tocaia até que o bichinho deu uma amansada e num piscar de olhos, zap! O pequeno tico tico veio parar no seu colo.

“Hady, tira uma foto!” ela me disse. Mal acreditei quando vi o passarinho todo quietinho e com os olhos fechados. Ele se acomodou no colo de Eliza bem calminho e ficou tempo suficiente para que eu pudesse tirar essas fotos tão cheias de ternura. E depois de ter dado o ar de sua graça e posar para mim ele saiu voando livre entre as árvores.

Fiquei tão feliz em ter presenciado esse momento e também por ter registrado para compartilhar com vocês <3 A Eliza é uma criança especial, que corre descalça pelo mato, que dança no vento e acomoda passarinhos em seu peito. E eu a amo demais! Amo também a natureza, que no fundo é boa parte de mim.

bird-vuou-5

bird-vuou-2

bird-vuou-3

bird-vuou-4

bird-vuou-6

Com amor,

Hady

You may also like
Estilo
Dear Prudence
23 de outubro de 2017
Uncategorized
Diário de Travessia: Serra Fina, dia 3 e 4
18 de outubro de 2017
Uncategorized
Gastronomia, sonhos e coragem tardia.
23 de agosto de 2017
Close